NETFLIX

De uma multa surgiu a ideia da Netflix

Hoje, a Netflix já faz parte da vida das pessoas. São mais de 100 milhões de assinantes no mundo todo em cerca de 190 países. O valor de mercado acima da casa dos 100 bilhões de dólares e um lugar garantido na história da inovação.
Sexta-feira 18 de Janeiro de 2019
Redação
De uma multa surgiu a ideia da Netflix

A criação da Netflix veio de uma experiência negativa. Reed Hastings atrasou a devolução de um filme alugado e teve que pagar uma multa de 40 dólares. Isso o levou a pensar “e se houvesse um modelo de locação que não fosse baseado em multas? ”.

Diferentemente do que todo mundo pensa, a NetFlix (ela tinha o “F” maiúsculo até 2002) é mais velha do que muitos usuários. Ela foi fundada por Reed Hastings - matemático e cientista da computação - e Marc Randolph - marketeiro e empreendedor - em 1997.Os 2 se conheceram na primeira empresa fundada por Hastings, a Atria Software, uma empresa que fazia o controle e identificação de bugs e controle de desenvolvimento para softwares mais complexos, onde Rudolph assumiu o cargo de diretor de marketing. 

Em suas conversas eles viram que tinham algo em comum: ambos admiravam o modelo de negócios online que a Amazon tinha implementado e, assim como Elon Musk, os criadores do Google, e tantos outros empreendedores desta época, eles queriam descobrir algo que também pudessem vender pela internet. 

O mercado escolhido foi o da locação de filmes, que girava 16 bilhões de dólares por ano nos Estados Unidos. Só havia um porém: As fitas VHS eram muito frágeis para serem despachadas via correio. Problema que foi resolvido quando eles ficaram sabendo dos tais DVD's, novidade no mercado que eram perfeitos para o envio: leves, pequenos, resistentes e cabiam em um envelope.

A lógica do negócio seria a seguinte: o usuário do serviço entraria no site (que seria a plataforma escolhida), selecionaria o título que desejava ver; o DVD era enviado pelos correios; o assinante ficava com o disco por quanto tempo quisesse; e depois o mesmo era retornado gratuitamento também pelos correios. Tudo por apenas 50 centavos de frete por cada DVD enviado (custo de envio extinto depois), sem multas por atraso, sem custo extra por determinado título e o principal: a possibilidade de um mesmo usuário receber vários DVD’s em casa ao mesmo tempo de acordo com o seu plano de assinatura (até o máximo de 8). O assinante ainda tinha ainda a opção de comprar o DVD caso quisesse.

Com a fórmula em mãos eles começaram a trabalhar, oficialmente, em 29 de agosto de 1997, na cidadezinha de Scotts Valley, de menos de 10 mil habitantes. O aporte inicial para comprar os 925 títulos disponíveis (o que era quase todos os filmes produzidos em DVD até o momento) e contratar os 30 funcionários iniciais veio de um financiamento de 2.5 milhões de dólares de Steve Kahn e também da fortuna recém adquirida de Hastings, que havia vendido a sua empresa de software por nada mais nada menos do que 700 milhões de dólares, a aquisição mais cara do Vale do Silício até então.

Mas foi em 2005 que o negócio decolou, quando a Netflix adotou o serviço de streaming. Em 2018 o faturamento da empresa atingiu cerca de 7 bilhões de dólares.

Hoje, a Netflix já faz parte da vida das pessoas. São mais de 100 milhões de assinantes no mundo todo em cerca de 190 países. O valor de mercado acima da casa dos 100 bilhões de dólares e um lugar garantido na história da inovação.

Acompanhe mais histórias de empreendedores de sucesso e inspire-se. Monte seu negócio em Mato Grosso, um estado de oportunidades e riquezas. Mais histórias de sucesso clique aqui.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS