VÁRZEA GRANDE

Lucimar recebe prefeito eleito de Poconé

Lucimar aproveitou a presença do prefeito eleito de Poconé para defender que os municípios do Vale de Rio Cuiabá criem mecanismos de atuação conjunta
Segunda-feira 24 de Outubro de 2016
Redação
Lucimar recebe prefeito eleito de Poconé
Foto: Reprodução

Na semana passada, a prefeita Lucimar Campos de Várzea Grande recebeu o prefeito eleito de Poconé Altair Marques para discutir como implementar novas políticas públicas para a Região Metropolitana solucionando os gargalos da saúde, segurança pública, educação, social, meio ambiente e infraestrutura 

A finalidade da visita foi buscar soluções em conjunto para problemas comuns dos municípios da região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.

“A região metropolitana é composta pelos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antônio de Leverger, já o Colar Metropolitano envolve ainda as cidades de Poconé, Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nobres, Nova Brasilândia, Planalto da Serra e Rosário Oeste e envolvem mais de 1 milhão de habitantes em 76,8 mil km quadrados de área e que tem uma série de problemas estruturais que precisam de soluções comuns e conjuntas”, disse a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos.

O prefeito eleito Altair Marques lembrou que o objetivo da visita é a troca de experiência administrativa, visto que a prefeita em pouco mais de 15 meses imprimiu uma nova modalidade de gestão que fez dela proporcionalmente uma das mais votadas em todo o Brasil, com 76,26% dos votos válidos.

Altair apontou ainda como fundamental em Várzea Grande o apoio estratégico que o ex-senador Jaime Campos, que possui vasta experiência administrativa como ex-prefeito de Várzea Grande por três mandatos, ex-senador e ex-governador dedica à administração de Lucimar Campos. “Foi uma união de esforços em prol de Várzea Grande e de sua gente e isto demonstra que quando se quer é possível se fazer diferente”, explicou o prefeito eleito de Poconé, conhecido como o Portal do Pantanal Mato-grossense.

A prefeita Lucimar Campos expôs o seu plano de governo executado ao longo dos últimos meses da sua administração na transformação de Várzea Grande alavancando a economia, gerando emprego e renda, além da priorização das principais áreas da Administração Pública citando a saúde, educação, segurança pública, infraestrutura, social e a retomada do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) como fundamental.

“Para retomar a vida pública e administrativa da cidade propus um pacto por Várzea Grande, ouvindo e agregando sugestões da sociedade civil organizada e da população, onde aconteceu a união em torno de um bem estar da população e do município. Com muito afinco e dedicação é que conseguimos gradativamente transformar a nossa cidade que hoje no âmbito administrativo está com todas as certidões negativas em ordem, o que nos proporciona captar recursos federais e estaduais, convênios e emendas parlamentares. A nossa cidade hoje se tornou um canteiro de obras levando progresso social e econômico”, disse a prefeita Lucimar Campos.

“É preciso deixar claro que resgatamos quase R$ 500 milhões de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC que estavam perdidos por falta de certidões e credibilidade da gestão passada, por isso da importância de citarmos a regularidade na situação fiscal de Várzea Grande que já levou o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal – CEF, a sinalizar por um empréstimo ponte de R$ 150 milhões para pavimentar 100% das ruas e avenidas de 35 bairros de nossa cidade”, disse a prefeita lembrando que mais do que asfalto, o PAC vai garantir obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário para toda a população.

Lucimar aproveitou a presença do prefeito eleito de Poconé para defender que os municípios do Vale de Rio Cuiabá criem mecanismos de atuação conjunta que representem a solução para os problemas comuns, como a questão da saúde, educação, segurança, destinação do lixo e preservação ambiental.

“Nossas unidades de saúde, principalmente o Hospital e Pronto Socorro, do total de 100% de pacientes atendidos no período de um mês, já chegamos a ter mais da metade de pessoas de outras cidades de Mato Grosso e até mesmo de outros Estados”, disse ela lembrando que essa situação tem que ser resolvida e somente tirando a Região do Vale do Rio Cuiabá do papel é que será possível solucionar pendências como essas que afetam tanto Várzea Grande como Cuiabá.

“Tem que existir uma política de compensação para aquelas cidades que acabam atendendo moradores de outras cidades”, cobrou Lucimar. Ela frisou ainda que administrar com muitos recursos é fácil, o difícil é enfrentar as adversidades com poucos recursos diante ds tantas demandas e com reflexos de crise econômica que assola todo o país, porém com zelo, transparência e eficiência ao erário público, além de equilíbrio financeiro se consegue desenvolver com êxito várias políticas públicas em prol da municipalidade e de sua gente.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS