VOTAÇÃO LDO

Votação da LDO do estado fica para depois do recesso

O presidente da AL quer garantir os repasses de 2019, visto que os de 2016,2017 e 2018 somam R$ 80 milhões e até agora não foram pagos.
17-07-2018
Fonte: Redação
Foto: Reprodução

Os deputados estaduais vão deixar para votar o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 para depois do recesso parlamentar no mês de agosto.

Acontece que o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) não gostou do valor do custeio do Legislativo que teria sido reduzido em praticamente R$ 40 milhões. Botelho já avisou que o valor tem que ser reajustado no limite imposto pela PEC do Teto de Gastos que é de pouco mais de R$ 506,8 milhões. 

Botelho pensa em fazer uma emenda para mudar a previsão que o governo colocou no projeto que fez com que ele decidisse deixar só para depois do recesso que começa dia 18 de julho.

O presidente da AL quer garantir os repasses de 2019, visto que os de 2016,2017 e 2018 somam R$ 80 milhões e até agora não foram pagos.

Pelos cálculos do presidente da Assembleia, o governo deve R$ 80 milhões em repasses do duodécimo referente aos anos de 2016, 2017 e 2018. A previsão para pagamento, segundo informou o Executivo, é para outubro deste ano.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



FINANÇAS PESSOAIS