LOA 2019

LOA 2019 pode ser votada somente no próximo ano

Esta semana o governador eleito vai se dedicar nos últimos detalhes da transição
05-12-2018
Fonte: Redação
Foto: Reprodução

A votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019 deve ficar para ano que vem, durante a gestão de Mauro Mendes (DEM).

A LOA de 2019 ainda não retornou para a Assembleia Legislativa e Mauro acabou de chegar das férias e está focado na escolha do secretariado e no impacto que a Lei Orçamentária pode interferir diretamente em seu governo. E como faltam apenas 20 dias para terminar a gestão de Pedro Taques, parece uma missão impossível que a peça orçamentária seja votada em tão pouco tempo.

A tramitação da LOA está suspensa a pedido do próprio governador eleito que quer rever as propostas para que esteja de acordo com seu plano de gestão. O valor estimado pela equipe de Mauro é de R$ 19,6 bilhões e a de Taques é de R$ 19,7 bilhões. Deste valor, R$ 16,6 bilhões ficarão com o Poder Executivo e R$ 2,9 bilhões serão divididos entre o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado e Defensoria Pública. 

Posse oficial

O governador eleito toma posse no dia 1º de janeiro de 2019 às 16h30min na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. O democrata quebra o rito tradicional ocorrido no Estado realizando a cerimônia no período vespertino. 

Até então, a posse dos governadores ocorria pela manhã. Logo após a posse, Mendes segue para o Palácio Paiaguás, onde ocorrerá a popular transmissão de faixa, onde o governador Pedro Taques (PSDB) irá passar o cargo para o democrata. O evento está previsto para as 17h30min. 

Já às 18h serás realizada na nova sede da Fatec/Senai, na 15 de Novembro, em Cuiabá, a cerimônia de posse dos secretários de Estado. 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



FINANÇAS PESSOAIS