ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Municípios querem recursos para abastecimento de água usando projetos da AMM

Para garantir a liberação dos recursos, o gerente de infraestrutura da Central de Projetos, Thiago Oliveira, se reuniu com a equipe de análise de projetos da Funasa
Quinta-feira 31 de Janeiro de 2019
Redação
Municípios querem recursos para abastecimento de água usando projetos da AMM
Foto: Reprodução

Na semana passada, a Central de Projetos da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM protocolou na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), 28 projetos de sistemas de abastecimento de água para zona rural e urbana. Os projetos foram elaborados por solicitação dos prefeitos associados, visando a captação de recursos federais para obras de implantação e expansão da rede de água e perfuração de poços artesianos.

Conforme explicou a coordenadora de Projetos da entidade, Ana Catarina Souza, os projetos incluem construção e/ou melhoria dos reservatórios de água, expansão da rede de abastecimento e instalação de hidrômetros nas zonas urbanas. “Nas áreas rurais, os projetos também devem viabilizar a instalação de hidrômetros, da rede de água e reservatórios, além de perfuração de poços”, acrescentou.

Ana avaliou que as obras irão beneficiar diversas regiões do estado, levando desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida dos moradores dessas áreas. “Os investimentos em saneamento afetam diretamente e positivamente as atividades econômicas desses municípios, além de diminuir a ocorrência de problemas de saúde causados pela utilização de recursos hídricos impróprios”, frisou.

A credibilidade conquistada pela AMM junto à Funasa foi o que motivou a superintendência regional do órgão a orientar os prefeitos para que os projetos fossem elaborados pela equipe técnica da entidade. “Sabemos que a Central de Projetos dispõe de equipe qualificada em uma linha de produção capaz de elaborar os projetos de acordo com os padrões da fundação e dentro do prazo”, explicou o superintendente regional, Francisco Holanildo.

Francisco revelou que ainda se perde muitos recursos, por falta de projetos. “Tendo isso em vista, trabalhamos continuamente em parceria com a Associação para garantir os investimentos no estado”, completou.

Para garantir a liberação dos recursos, o gerente de infraestrutura da Central de Projetos, Thiago Oliveira, se reuniu com a equipe de análise de projetos da Funasa para uma conversa técnica sobre os parâmetros esperados nos projetos.

Devem ser beneficiados os municípios de Água Boa, Alto Paraguai, Arenápolis, Bom Jesus do Araguaia, Campinápolis, Canabrava do Norte, Confresa, Denise, Feliz Natal, Juara, Mirassol D’Oeste, Nortelândia, Nova Maringá, Nova Santa Helena, Nova Ubiratã, Novo Horizonte do Norte, Novo Mundo, Peixoto de Azevedo, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Santo Antônio do Leste, São Félix do Araguaia, São José do Rio Claro, São José dos Quatro Marcos, Tabaporã, Tapurah, Torixoréu e Vila Rica.
 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS